Visto negado

Visto negado para os EUA: quando acontece, motivos e o que fazer

Ter um visto negado é o pesadelo de todo viajante que planeja ir aos Estados Unidos.

Vale para quem tem planos de trabalhar, estudar, participar de intercâmbio, fazer turismo ou negócios, investir, morar ou qualquer atividade no país das oportunidades.

Mas vamos com calma! Ter o pedido rejeitado pelo oficial consular não quer dizer que o sonho americano acabou antes mesmo de começar.

Diferentemente do que muitas pessoas podem pensar, não é o fim da linha.

É possível corrigir os erros que levaram a esse resultado indesejado e tentar novamente, mas para isso é importante saber os motivos da recusa e conhecer os caminhos para reverter a situação.

Então, se você infelizmente teve o visto negado, não desista.

Avance na leitura deste texto para entender o que isso significa, como descobrir os motivos dessa decisão, o que fazer a seguir e como aumentar as chances de aprovação.

O que significa visto negado?

Visto negado significa que uma solicitação de visto para entrar em um país foi recusada pelas autoridades de imigração.

Isso pode ocorrer por diversas razões, como falta de documentação adequada, preocupações de segurança ou não cumprimento dos requisitos específicos do visto solicitado.

No caso do processo de solicitação de visto americano, vale lembrar que há diversas etapas a cumprir.

Entre elas, preenchimento de formulário e entrevista no consulado ou embaixada dos EUA em uma das cinco cidades do Brasil que oferecem esse serviço.

Cada uma delas é necessária para a aprovação e faz parte dos procedimentos de segurança para garantir que os estrangeiros que entram nos Estados Unidos não representam uma ameaça.

É responsabilidade do agente consular determinar se um solicitante é elegível ao tipo de visto solicitado, aplicando as leis de imigração dos EUA de forma justa, consistente e com rigor para proteger os interesses de segurança nacional.

Isso inclui verificar antecedentes criminais, histórico de viagens, e outros fatores que possam indicar riscos, além de garantir que possuem razões legítimas para visitar, morar de forma temporária ou migrar para o país.

Então, ter um visto negado significa que o oficial consular entendeu, com base nas respostas durante a entrevistas, nas informações fornecidas no formulário e nos documentos apresentados que o estrangeiro é inelegível.

Compreender os motivos da negação e tomar medidas para corrigir qualquer problema pode aumentar as chances de sucesso em uma futura solicitação.

Como saber o motivo do visto negado?

Quando um visto para os Estados Unidos é negado, o solicitante geralmente recebe uma explicação genérica do motivo da recusa, que pode ser informada verbalmente ou por escrito.

No entanto, a razão específica nem sempre é detalhada.

Se as razões fornecidas não forem suficientes para que os erros sejam corrigidos e embasar um novo pedido de visto de forma a aumentar as chances de aprovação, podem ser solicitadas mais informações.

Mas isso só pode ser feito pelo próprio solicitante, seu advogado de imigração ou seu patrocinador (empregador ou familiar que encaminharam a petição inicial de visto).

Quais motivos fazem o visto americano ser negado?

Um visto pode ser negado por vários motivos, que variam de problemas de documentação a preocupações sobre imigração ilegal ou segurança.

Tais situações estão descritas na Lei de Imigração e Nacionalidade (INA), dentre outras.

E cada tipo de visto possui exigências de qualificações específicas que, quando não atendidas, levam à recusa da solicitação.

Conheça a seguir os motivos mais comuns para ter o visto negado.

Informações incompletas

Quando o solicitante não preenche completamente o formulário de visto de imigrante ou de não imigrante ou coloca informações falsas, terá seu pedido negado.

O mesmo vale para documentos de apoio incompletos, incorretos ou inconsistentes.

Falta de qualificações

Para vistos de trabalho ou estudo, não atender aos requisitos específicos, como qualificações educacionais ou experiência profissional levam à negativa da solicitação.

Por exemplo, se você busca um visto de trabalho para assumir uma vaga que requer diploma superior, habilidades extraordinárias ou anos de atuação em determinado cargo, mas não pode comprovar que atende as exigências, terá o visto negado.

Isso vale tanto para vistos de trabalho temporário quanto de imigração baseada em emprego.

Se a empresa patrocinadora na qual pretende trabalhar tiver problemas como o não cumprimento das leis de imigração, seu visto também será negado.

Da mesma forma, se você quer um visto de estudante, mas não foi aceito em uma instituição ou a escola não é credenciada no programa SEVP, não terá seu visto aprovado.

Categoria de visto inadequada

Muitas vezes um visto é negado porque o solicitante escolhe a categoria errada.

Por exemplo, você quer estudar inglês e realizou processo consular para a categoria F-1 quando na verdade para esse tipo de curso o visto correto seria o de turismo e negócios, B1/B2.

Ou você recebeu uma oferta para ser transferido como gerente da sua empresa nos EUA, mas ao invés de pedir o visto L, acabou escolhendo o visto O-1B.

Como existem mais de 180 tipos de visto, é importante ter certeza que está solicitando o mais adequado ao seu objetivo de viagem e que possui todos os requisitos.

Do contrário, terá o visto negado por não ter estabelecido elegibilidade para a categoria solicitada.

Falta de laços fortes com o país de origem

Todos os solicitantes de vistos temporários, ou seja, de não imigrante, devem comprovar que possuem laços com o seu país de origem e a intenção de retornar para casa após o término das suas atividades nos Estados Unidos.

Esses laços podem ser familiares, empregatícios, de estudos ou de bens e propriedades, por exemplo.

A incapacidade de demonstrar vínculos sólidos que garantam o retorno ao seu país pode resultar em um visto negado se o oficial consular entender que o estrangeiro representa risco de imigração ilegal.

Histórico de imigração

Qualquer regra de imigração que tenha sido quebrada em visitas anteriores aos EUA pode indicar ao oficial que o solicitante é inelegível.

Por exemplo, você ficou no país por mais tempo do que seu visto permitia ou realizou atividades que não eram permitidas sob o status com o qual viajou ou foi deportado.

Essas e outras violações podem impedir que seu novo visto seja aprovado.

Falta de provas financeiras

Um solicitante de visto americano deve comprovar que possui recursos suficientes para se manter no país, seja como visitante temporário ou como imigrante, de forma a não se tornar um encargo para o governo.

Em muitos casos, é preciso fornecer uma declaração de apoio financeiro por parte do sponsor (empregador ou familiar nos EUA) e, na falta dessa comprovação, o visto pode ser negado.

Antecedentes criminais

Condenações por violação de torpeza moral, de drogas e criminais, com duas ou mais condenações, para as quais a sentença total de confinamento foi de no mínimo cinco anos, tornam o estrangeiro inelegível ao visto americano.

Questões de saúde

Os vistos de imigrante requerem exames médicos e, se ficar comprovado que o estrangeiro tem uma condição que pode representar uma ameaça pública ou impor um fardo significativo ao sistema de saúde dos EUA, será considerado inelegível.

Falta de planejamento

O planejamento imigratório é importante para todos os vistos e ajuda a comprovar que o solicitante é qualificado para viajar aos EUA e realizar as atividades que declara como propósito da visita.

Por exemplo, se você deseja um visto de turismo, é importante ter claro quando deseja ir aos EUA, que cidades quer conhecer, quanto tempo pretende ficar.

Já se buscar um visto F-1 para cursar uma universidade, um plano de estudos bem definido pode ajudar na aprovação.

Inconsistências na entrevista

Além de solicitar o visto adequado ao seu perfil e objetivo de viagem, comprovar que atende os requisitos e que não representa um risco ao país, seja econômico, de saúde, de segurança ou imigratório ilegal, você precisa ir bem na entrevista.

Respostas inconsistentes ou duvidosas durante a conversa podem fazer com que o oficial consular conclua que você não está dizendo a verdade.

No vídeo abaixo, entenda como a entrevista consular pode arruinar o seu processo de imigração:

Meu visto foi negado, e agora?

Algumas inelegibilidades podem ser superadas enquanto outras são permanentes.

No primeiro caso, você pode solicitar um visto novamente, mas é importante que entenda os motivos da negativa para corrigi-los antes de iniciar um novo processo e apresentar evidências de mudanças significativas nas circunstâncias.

Reúna documentos e informações adicionais, corretos, completos e atualizados e considere consultar um advogado de imigração para preparar uma solicitação mais forte e livre de erros.

Você pode realizar imediatamente se desejar, mas tome o tempo necessário providenciar e enviar os documentos faltantes e fortalecer vínculos se esse foi o motivo da recusa.

Se o seu visto negado for por falta de informações para concluir que você é elegível, você poderá fornecer os documentos necessários dentro de um ano, mas faça isso o mais rápido possível.

Então, sua solicitação será reavaliada para determinar se você se qualifica para um visto.

O segundo caso, de inegabilidade permanente, significa que toda vez que solicitar um visto, será negado sob a mesma seção da lei, a menos que uma renúncia dessa inelegibilidade seja autorizada pelo Departamento de Segurança Interna dos EUA.

Se o visto for negado o dinheiro é devolvido?

Não. Se você tiver o visto negado e precisar realizar um novo processo consular, a taxa paga não será devolvida.

Portanto, se for necessário uma nova solicitação de visto, você terá que pagar a taxa de novo.

Então, além de atrasar seus planos exigindo que mais tempo seja dedicado em uma nova solicitação, será necessário gastar também mais dinheiro.

Por isso é importante que tudo seja feito da forma mais completa e livre de erros.

Felizmente, existem algumas ações que você pode tomar para aumentar suas chances de ter o visto aprovado, como veremos no próximo tópico.

Como não ter o visto negado?

Para não ter o visto negado, é importante tomar certos cuidados, como se certificar de que está solicitando o tipo certo, não deixar faltar nenhum documento e responder ao formulário com atenção para evitar erros.

Há ainda outras medidas que podem ajudar a ter sucesso na sua solicitação de visto.

Veja a seguir.

1. Demonstre vínculos e recursos

Para vistos de não imigrante, como turista, estudante, intercâmbio ou trabalho temporário, é fundamental comprovar que você tem motivos para voltar para casa e que não se tornará um imigrante ilegal.

Esses vínculos podem ser comprovados por meio de:

  • Cartas do empregador, holerites, carteira de trabalho ou e contrato indicando emprego ou negócio estável
  • Documentos de propriedades, contas bancárias, investimentos e outros ativos
  • Certidões de casamento ou nascimento de filhos no Brasil.

Seja para vistos de não imigrantes quanto de imigrantes, demonstre que você tem habilidade para se sustentar financeiramente ou que possui um patrocinador para apoiar sua viagem, como um empregador nos EUA, se for o caso de visto de trabalho.

2. Prepare-se bem para a entrevista

Responda claramente às perguntas sobre sua viagem, propósito e planos após retornar ao seu país se o visto for temporário.

Seja confiante, calmo, honesto e transparente.

Não hesite ou seja inconsistente.

Forneça informações verdadeiras e não tente ocultar detalhes ou passar dados falsos.

Isso vale para também para o preenchimento do formulário e documentos apresentados.

3. Conte com assistência profissional

Com uma assessoria especializada, você terá apoio em todas as etapas do processo de imigração e de solicitação de visto, poderá tirar dúvidas e decidir o melhor visto para o seu perfil.

Além disso, terá orientação para fazer sua solicitação, garantir que todos os documentos estejam corretos e se preparar para a entrevista.

Entre em contato com a Vollare Immigration para trilhar um caminho seguro, econômico e tranquilo rumo ao sonho americano!



Morar e Investir nos Estados Unidos