Visto L-1

Visto L-1 americano: entenda quais os requisitos e como obter a permissão

Está de olho no visto L-1? Ou tem dúvidas se é o ideal para você?

Brasileiros que atuam em multinacionais e ocupam cargos de gerência ou se destacam por conhecimento especializado para o funcionamento da empresa se beneficiam dele para trabalhar nos Estados Unidos.

Esse visto não é para atuar em um emprego novo, mas para ser transferido dentro da mesma empresa e tem uma lista de requisitos a serem cumpridos para que um estrangeiro seja considerado elegível.

Siga a leitura para entender o que é o visto L-1, como funciona, quais os requisitos, como solicitar e renovar.

O que é o visto L-1?

O visto L-1 é uma autorização para que profissionais estrangeiros sejam transferidos para atuar por um determinado período em filiais nos Estados Unidos.

Assim, podem viajar para o país e permanecer por lá enquanto exercem suas funções, como gerenciar operações, supervisionar projetos ou compartilhar conhecimento especializado.

Este visto da categoria de trabalho temporário permite que multinacionais mantenham sua presença global ao realocar funcionários de seus escritórios ao redor do mundo para os EUA, com base em seus cargos e qualificações.

Também permite que uma empresa que ainda não tenha um escritório afiliado nos EUA envie um executivo ou gerente para o país com o objetivo de estabelecer um.

Como funciona o visto L-1 americano?

O visto L-1 é dividido em duas subcategorias:

  •  L-1A: para gerentes e executivos transferidos aos EUA para atuar em subsidiária, afiliada ou filial da empresa pela qual é contratado no seu país de origem
  • L-1B: para profissionais com conhecimento especializado ou experiência avançada, relacionado aos interesses da sua empresa, transferidos para escritórios nos EUA.

A duração inicial do visto L-1 para gerentes e executivos que viajam aos EUA para abrir um escritório da sua empresa é de no máximo um ano.

Já para aqueles transferidos para filiais já existentes, o prazo é de três anos.

Em ambos os casos é possível solicitar extensão do visto, não podendo passar de sete anos no total.

A validade do visto L-1 para profissionais de conhecimento especializado é a mesma, com a diferença que a extensão de permanência nos EUA não pode ultrapassar cinco anos.

Ainda, este tipo de visto permite que os profissionais em transferência sejam acompanhados por seus cônjuges e filhos solteiros menores de 21 anos.

Para isso, é necessário solicitar o visto de dependente L-2.

Com o visto L-1, o profissional pode morar nos EUA enquanto trabalha, seu cônjuge fica autorizado a aceitar uma oferta de emprego e exercer atividade remunerada e seus filhos podem frequentar a escola ou universidade.

O visto L-1 ajuda a obter o Green Card?

Embora o L-1 seja um visto de não imigrante, ele é considerado um visto de dupla intenção.

Isso porque permite que o titular viaje aos Estados Unidos com a finalidade de ficar temporariamente e, ao mesmo tempo, se tornar residente permanente eventualmente.

Ou seja, para outros tipos de visto de não imigrante, como diferentes categorias de trabalho temporário, de negócios e turismo ou de estudante, é necessário comprovar laços com o Brasil e intenção de retornar para casa.

Enquanto isso, o visto L-1 não exige essa comprovação e permite solicitar um ajuste de status para um visto de imigrante, como EB-1 ou EB-2, dependendo da subcategoria do visto inicial de transferência intracompanhia, e receber o Green Card.

É preciso atender aos requisitos e exigências do novo visto pretendido, encaminhar um formulário de ajuste de status ao Serviço de Imigração (USCIS) ao passo que seu empregador deve enviar petição de trabalhador imigrante.

Você sabia que existe algo mais importante que o seu currículo profissional para chegar ao Green Card? Assista ao vídeo:

Quais os requisitos para o visto L-1 dos Estados Unidos?

Para se qualificar ao visto L-1 é necessário comprovar uma série de qualificações e requisitos.

Para gerentes e executivos em transferência com o visto L-1A, os principais são:

  • Estar empregado em uma multinacional que tenha relações com os EUA, com subsidiária, filial, afiliada ou intenção de abrir escritório no país
  • Viajar aos EUA com intenção de assumir cargo de gerência ou executivo
  • Ter habilidade de tomar decisões de ampla magnitude sem supervisão ou estar preparado para supervisionar e controlar o trabalho de outros funcionários e gerenciar a empresa, um departamento ou subdivisão
  • Ter trabalhado como executivo ou gerente por um ano nos três anteriores.

Já para vistos L-2B, é preciso conhecimento especializado dos produtos, serviços, tecnologia, equipamentos ou procedimentos da empresa, de forma que outros profissionais da área não possuem.

Como tirar o visto L-1?

A solicitação do visto L-1 começa pelo empregador, que deve encaminhar petição de trabalhador estrangeiro não imigrante ao USCIS.

Uma vez aprovada esta etapa, é a hora do profissional iniciar o processo consular de solicitação de visto que consiste em:

  1. Preencher formulário DS-160
  2. Pagar taxa
  3. Agendar coleta de dados biométricos em um Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV)
  4. Agendar entrevista em consulado americano no Brasil
  5. Reunir documentação
  6. Comparecer para coleta de dados biométricos e entrevista.

Como é a entrevista do visto L-1?

A entrevista é uma parte fundamental no processo de solicitação do visto L-1 e de todos os outros.

É neste momento que um oficial consular determina se você é elegível ao visto americano com base nas informações fornecidas no formulário, na documentação e nas respostas que dará ao que for perguntado.

O objetivo é verificar se você é qualificado ao tipo de visto que está solicitando e se não representa algum tipo de risco aos EUA, como se tornar um encargo por não ter condições financeiras de se sustentar, por exemplo.

Algumas perguntas que podem ser feitas durante a entrevista de visto L-1 são:

  • Qual é a sua experiência profissional?
  • Qual é a natureza do seu emprego e como isso atende aos requisitos de qualificação?
  • Qual é o seu trabalho e funções atuais?
  • Onde você pretende trabalhar?
  • O que a sua empresa faz?
  • Quais serão suas responsabilidades profissionais nos EUA?
  • Por que sua atividade tem que ser desempenhada nos EUA?
  • Onde você vai ficar?
  • Quanto você receberá?
  • A quem você se reportará e onde seus superiores estão baseados?

Quanto tempo demora para obter o visto L-1?

Não há uma estimativa oficial de quanto tempo leva o processo do visto L-1, já que depende de diversos fatores.

A aprovação da petição encaminhada pelo empregador pode levar cerca de cinco meses para ser aprovada.

Enquanto isso, o agendamento da entrevista de visto pode variar conforme o consulado escolhido para fazer a solicitação.

Vistos de emprego costumam ter agendamentos mais rápidos, mas ainda assim é um prazo de espera que muda conforme a procura dos solicitantes em cada consulado.

Atualmente, para o visto L-1, a espera mais longa para entrevista é de 13 dias.

Como renovar o visto L-1?

Você pode estender seu tempo de permanência nos EUA com o visto L-1 por até cinco ou sete anos, dependendo da subcategoria, e depois disso, será necessário renová-lo.

Para isso, você tem que continuar cumprindo os requisitos e realizar um novo processo consular, o que deve ser feito fora dos EUA.

Portanto, será preciso retornar ao Brasil para fazer a solicitação de visto.

Será necessário que o empregador encaminhe nova petição e que o estrangeiro preencha novo formulário, pague taxa, providencie documentação, mas pode ser dispensado da entrevista.

Atualmente, o Departamento de Estado americano está com um projeto piloto para que vistos de imigrante prestes a vencer possam ser renovados dentro do país, começando com a categoria de trabalho temporário H-1B.

Tive o visto L-1 negado, e agora?

Um visto pode ser negado por diversas causas, como não comprovação de elegibilidade à categoria solicitada ou mesmo informações incompletas ou erradas.

Se você não atende às exigências do visto L-1, como qualificação profissional, cargo de gerência, executivo ou conhecimento especializado, não terá seu pedido aprovado, por exemplo.

Há casos de negativa em que é possível recorrer ou realizar nova solicitação.

Entre em contato com a Vollare Immigration para conhecer os vistos disponíveis para trabalhar, estudar, investir e morar nos EUA e abra portas para novas oportunidades.

Oferecemos um caminho claro, econômico e seguro para alcançar o sonho de imigrar, com assessoria completa em todas as etapas do processo, do planejamento à aplicação do visto adequado ao seu objetivo.

Somos uma empresa de mobilidade global e trabalhamos em conjunto com advogados de imigração, com aconselhamento legal feito pelo Escritório de Direito Imigratório Mac Law PLLC.



Morar e Investir nos Estados Unidos