como investir nos EUA

Saiba como investir nos EUA e veja dicas para obter o visto de investidor

Ao entender como investir nos EUA, é possível não apenas encontrar potencial de lucro e valorização de capital, mas também a chance de morar no país de forma legal.

Há diversas maneiras de diversificar o portfólio e aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mercado americano, desde a compra de ações até a abertura de um negócio próprio.

Dependendo do tipo de aporte realizado (e do volume), trilha-se a rota que liga o investimento estrangeiro à residência permanente legal por meio de um visto de imigrante.

Ou seja, saber como aplicar seu dinheiro nos Estados Unidos pode levar ao famoso Green Card, tão necessário para aqueles que sonham em imigrar.

Neste guia vamos esclarecer como investir nos EUA, quais as opções, qual caminho leva ao visto de imigrante e à residência permanente para morar legalmente e construir uma vida na terra do Tio Sam.

Como investir nos EUA? Veja 4 opções

Investir nos Estados Unidos pode ser uma excelente oportunidade para explorar novos mercados.

Mais do que isso, pode ser o primeiro passo para conquistar o Green Card e, após alguns anos, tornar-se um cidadão americano, se desejar.

Mas é claro que não é qualquer tipo de investimento que leva ao visto e à residência permanente.

Há opções que podem trazer bons resultados financeiros ligados à bolsa de valores, dependendo das suas escolhas, ou uma renda passiva por meio de imóveis.

Conheça as principais formas de como investir nos EUA a seguir.

1. BDRs e ETFs

Uma maneira conveniente de investir nos EUA é por meio de BDRs (Brazilian Depositary Receipts) e ETFs (Exchange Traded Funds).

  • BDRs: são certificados de depósito de ações de empresas estrangeiras negociados na bolsa brasileira (B3), como Tesla, Apple, Amazon ou Microsoft.
  • ETFs: são fundos de investimento negociados em bolsa e listados na B3, compostos por diversos ativos e que replicam o desempenho de índices internacionais, como S&P 500.

Nessa modalidade, é necessário abrir uma conta em uma corretora e você pode comprar certificados de depósito emitidos por empresas dos EUA ou fundos de investimento americanos por meio de corretoras de valores no Brasil.

2. Corretora americana

Para investir diretamente no mercado americano, você precisará abrir uma conta em uma corretora americana.

Isso você faz diretamente no site da corretora de sua preferência, cadastrando seus dados e enviando a documentação solicitada, que geralmente inclui passaporte, comprovante de residência, de imposto de renda e formulários específicos.

Para ficar isento de pagar ao fisco americano imposto sobre o lucro de seus investimentos na bolsa dos EUA, é importante comprovar que você não mora no país, por meio do formulário W-8 BEM.

Depois de abrir a sua conta, você poderá comprar ações de empresas negociadas nas bolsas de valores Nasdaq e NYSE, além de ADRs (que são a versão americana do BDR) e até mesmo ETFs.

Se o seu perfil for mais conservador, pode optar por ativos de renda fixa, como treasury bonds, títulos emitidos pelo governo, geralmente com baixo risco e alta liquidez.

Ainda, se quer entrar no mercado imobiliário, mas não quer comprar uma propriedade nos EUA, pode investir em Real Estate Investment Trusts (REITs), ou fundos de investimento imobiliários.

3. Comprar imóveis

Outra forma de como investir nos EUA é colocar dinheiro diretamente no mercado imobiliário, já que não é necessário ser cidadão americano ou ter Green Card para comprar uma casa ou um apartamento.

Essa pode ser uma opção lucrativa, seja para locação ou revenda.

Por exemplo, dependendo da localização do imóvel, você pode transformá-lo em casa de temporada e alugar para turistas.

Uma excelente região para investir em uma casa de férias são os arredores de Orlando, na Flórida, bem próximo à Disney.

Ou então você pode comprar um imóvel a baixo custo, renová-lo e vendê-lo em um curto período, o que os americanos costumam chamar de flipping houses.

Você pode inclusive comprar um imóvel nos EUA sem sequer sair do Brasil, e para isso pode contar com a expertise de uma imobiliária especializada em atender brasileiros.

4. Abrir ou comprar um negócio

Uma opção de como investir nos EUA é abrindo uma empresa ou investindo em um negócio já existente.

Dependendo do quanto investir, poderá solicitar o visto de investidor temporário E-2, que requer uma injeção de capital geralmente iniciando na faixa dos US$ 100 mil.

No entanto, este visto é da categoria de não imigrante e só permite morar nos EUA enquanto o investimento estiver ativo.

É voltado apenas a cidadãos de países com tratado de comércio e navegação com os EUA, que não é o caso do Brasil.

Porém, se você tiver outra cidadania de um país que consta na lista, como Argentina, Chile, Itália e Alemanha, entre mais de 80 nações, poderá pedir também.

Você também pode abrir um negócio sem investir tanto dinheiro, mas neste caso não pavimentará o caminho para obtenção de um visto americano, já que poderá fazer todos os trâmites sem sair do Brasil.

No entanto, ter um negócio nos EUA pode ajudar na solicitação de um visto de negócios e turismo (B1/B2).

Há ainda a opção do visto de investidor permanente EB-5, para grandes aportes financeiros em empresas novas ou já existentes, que aprofundaremos a seguir.

Quer mais opções? No vídeo abaixo, explicamos quais investimentos agrícolas levam ao Green Card:

Se eu investir nos EUA, ganho o Green Card?

É possível, além de diversificar portfólio e valorizar seu capital, conquistar um Green Card a partir do visto de investidor EB-5, que requer um alto aporte de capital e geração de empregos.

Assim, o processo de como investir nos EUA passa por abrir um empreendimento ou injetar dinheiro em um negócio já existente no país, promovendo crescimento econômico.

Ao tomar esse caminho, você poderá solicitar o visto de imigrante EB-5, que leva à residência permanente.

Para isso, deverá investir uma quantia inicial de US$ 800 mil em áreas rurais e de alto índice de desemprego, ou US$ 1,05 milhões em outras.

Esses valores são ajustados a cada cinco anos conforme a inflação, seguindo o índice de preços ao consumidor nos EUA – o próximo está previsto para 2027.

O investimento deve ainda criar pelo menos 10 vagas de empregos em tempo integral para trabalhadores americanos.

Uma nova empresa significa atividade com fins lucrativos formada para a condução contínua de negócios legais, como empresa unipessoal, parceria, holding, joint venture, corporação, sociedade de responsabilidade limitada, dentre outras.

Ao optar por investir em um empreendimento de forma indireta, você o fará por meio de um Centro Regional, entidade privada autorizada pelo Serviço de Imigração (USCIS) a administrar investimentos EB-5.

Essa é uma das opções mais populares para candidatos ao visto EB-5, sendo que o centro gerencia e administra os projetos de investimento sem que o investidor esteja diretamente envolvido na operação diária do negócio.

Se desejar fazer o investimento direto em uma nova empresa comercial nos Estados Unidos sem intermédio de um Centro Regional, além do aporte de capital, terá que gerenciar ativamente o negócio, se envolvendo na operação e administração.

Como conseguir o visto de investidor nos EUA?

Para solicitar seu visto EB-5, você deve enviar uma petição ao USCIS utilizando o formulário I-526, pagar taxas e comprovar que atende os requisitos do investimento e criação de empregos.

Após aprovação, se já estiver nos EUA com outro visto, preencha a solicitação de mudança de status com o formulário I-485.

Se estiver no Brasil, inicie o processo consular que consiste em:

  • Preencher formulário de visto de imigrante DS-260
  • Pagar taxa
  • Reunir documentação
  • Realizar exames médicos
  • Agendar e comparecer à coleta de dados biométricos no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV)
  • Comparecer à entrevista que será previamente agendada e a data informada pelo Centro Nacional de Vistos (NVC).

Você receberá um visto de imigrante condicional com validade de dois anos e poderá, ao final desse período, solicitar remoção das condições para receber seu Green Card.

Para conhecer todas as opções de visto e possibilidades de imigração, conte com a assessoria completa da Vollare Immigration, do planejamento à aplicação do visto!



Morar e Investir nos Estados Unidos